26 de dezembro de 2007




Tô ficando velhinha mas tô bem feliz.
Acho que o bacana de cada aniversário que a gente sobrevive, é saber ver que no dia, nada muda, nem sempre é como a gente quer, nem sempre estamos ao lado de todos que gostaríamos, nem sempre só acontecem coisas perfeitas, nem sempre faz sol, nem sempre sorrimos o tempo inteiro.
Bom saber que amanhã tem mais, que tudo continua e que tem mais um ano inteiro pela frente pra aprender com tudo que a gente não gosta.
A parte gostosa da vida vem fácil... quem não gosta dos sorrisos, dos abraços, das conversas jogadas fora, dos amigos e dos amores?
Que as dificuldades venham, e que sejam tranquilas!
Fico feliz por saber lidar com essas dificuldades, olho pra trás e vejo que mais um ano e que mais um aniversário me fizeram, além de tudo, crescer!

O que eu quero?
Saúde
Tranquilidade
Amor
Amigos
Trabalho
Dinheiro
Felicidade...

...e as consequências de tudo isso!

Eu vou mas eu volto.

20 de dezembro de 2007

Enquanto isso numa ilha deserta...

Image Hosted by ImageShack.us


Em primeiro lugar...
What's porra is 'meme'?
Que que é isso, alguém pode me explicar?
Ok, Sarnebex, o rei do lamaçal me passou e eu não poderia deixar de responder!


Você vai passar exatamente um ano em uma ilha deserta, onde existe uma certa infra-estrutura, mas ela é limitada.
Além de você não haverá mais ninguém na ilha, mas você terá acesso a alguns privilégios limitados.
Com isso em mente, seguem as perguntas:

1. Na ilha você terá água à vontade e frutas nativas.
Se souber pescar, com sorte vai poder comer um peixe de vez em quando.
Fora isso, você terá que escolher apenas um tipo de comida salgada e um tipo de comida doce para comer todos os dias, o ano inteiro (podem ser cruas ou cozidas). Quais você escolhe?


-Milho de pipoca e chocolate branco com cookies.
Quando enjoar como só os pedacinhos de cookies, o que vai ser um bom passatempo também.
(de pipoca eu não enjoo nunca)


2. Além da água (e, também com sorte, água de coco se você estiver disposto (a) a subir no coqueiro) não há nenhuma outra bebida na ilha, mas você pode também escolher um único tipo de bebida, fria ou quente, alcoólica ou não, para ter à sua disposição ao longo do ano. Qual você escolhe?

-Guaraná Antartica, se for aquele gela goéla melhor ainda!

3. Para manter a tradição, você pode também levar um único livro. Que livro você leva?

-Algum livro da Marian Keyes que ainda não li.
Talvez 'Férias', o nome é bem sugestivo.


4. Igualmente, você poderá levar um único filme para assistir. Que filme você leva?

-Curtindo a vida adoidado... pra me dar forças pra sair dessa maldita ilha, rs
And Save Férris!


5. Você terá um notebook à sua disposição, mas com um único programa instalado.
Mas você não pode usar um programa de comunicação (como email ou mensagens instantâneas).
Qual programa teria mais utilidade para você e por quê?


-Word, sem sombra de dúvidas!
Sairia de lá, com no mínimo umas 3 letras de música bem loucas, a lá Nando Reis... hahaha


6. Você poderá acessar a internet, mas este acesso é limitado a um único site, o ano todo.
(Se você escolher o Google, por exemplo, não poderá navegar para os links dos resultados da sua busca, que estão fora do Google). Também não pode ser seu webmail, Meebo e afins ou sites de notícias (o que elimina os portais). Fora isso, não há restrição nenhuma ao tipo de site, inclusive os que permitem comunicação de outros tipos. A qual site você quer ter acesso por um ano e por que?


-Algum site de notícias, pode ser o G1.
Vai que algum conhecido fica famoso, ou mata alguém... eu vou querer ficar sabendo, né?


7. Você também poderá ouvir música. Mas, claro, você terá que ouvir a mesma música o ano todo, pois só pode escolher uma.
Qual você leva? E se fosse um CD?


-Escolheria alguma música do Nando Reis, talvez 'a letra A'.
Agora, um cd... levaria um do Zé Ramalho, já que é pra ficar loucona, quero ficar com categoria!


8. Você poderá escolher um dia do ano para fazer uma única ligação para uma única pessoa, com quem poderá falar por 10 minutos. Para quem você vai ligar, quando e por que?

-Ligaria pro meu namorado, como sei que ele é uma pessoa direta e não me poupa dos detalhes,
eu saberia exatamente como estariam todas as outras pessoas que gosto.


9. Você poderá escolher um programa de TV para assistir ao longo deste ano na ilha - limitado à freqüência de uma vez por semana.
Você só não poderá assistir nenhum tipo de noticiário, fora isso não há restrições.
Que programa você quer assistir?


-Não sei o nome, mas é um apresentado pelo Lobão, Marcelo Taz e uma modelo nariguda...
Bem bacana esse programa.


10. Quando for seu aniversário, você terá direito a receber uma carta de um(a) amigo(a) ou familiar que tenha uma novidade para contar (sobre si próprio ou não). De quem você gostaria de receber a carta e com qual notícia?

-Da minha mãe, dando a notícia que eu havia herdado uma fortuna e estaria milionária quando saísse da ilha.

11. Como não queremos que você transforme uma bola de vôlei no seu melhor amigo imaginário e a única pessoa na ilha será você, você terá direito a levar um animal de estimação para lhe fazer companhia (veja como estou facilitando sua vida!).
Que tipo de animal você escolhe e por que? É um animal que você já tenha?


-Um papagaio sem sombra de dúvidas!
E ele sairia de lá fazendo o backing vocal das minhas canções.

12. Do que você acha que sentirá mais falta? (Contato com as pessoas? Tecnologia?
Não saber o que está acontecendo no mundo? Etc…)


-O contato com as pessoas... o 'olho no olho' é fundamental na minha vida.

13. Por outro lado, o que você acha que será positivo, proveitoso ou benéfico na experiência? Ou divertido?

-Ia ser bom pra pensar na vida, por na balança todas minhas cagadas e meus acertos,
as cagadas e os acertos das pessoas que gosto também.
Ia rever vários conceitos, ia aprender conviver comigo, quem sabe me entender um pouco mais, cuidar de mim... essas coisas de mulherzinha. hahha

14. Por fim, você tem direito a levar 3 outros itens à sua escolha que:
a) não entrem em contradição com nenhuma das perguntas anteriores
b) não seja algo que você vá usar para sair da ilha, como um barco, por exemplo.
O que você vai levar e por que?

-Câmera digital, juntamente com o cabo, pra passar as fotos pro pc.

-Depo-provera pro ano todo (o que me livraria dos absorventes e da tpm)

-Cera pra depilação, juntamente com os papéizinhos (não preciso virar uma aborígene literalmente, né?)



Agora, seguindo as regras do jogo, eu gostaria muito de ver as respostas dessas criaturas, nesses blogs aqui:

Controversy
Lula
Ghamurra
SemLenço e Sem Documento
Olhe o Céu

Se mais alguém quiser, fica avont's!
Eu vou mas eu volto!

16 de dezembro de 2007

Image Hosted by ImageShack.us

As festas natalinas associadas à correria de final de ano, definitivamente estão exercendo forças estranhas sobre mim.
Espírito natalino?
Acredito que não, prefiro deixar os djingoubéus pra quem gosta deles.
Percebe-se meu bom humor e disposição pro natal nesse post AQUI.
Fico com as rabanadas e não discutimos o assunto, okay?
Última semanda de trabalho, com feriado na segunda feira... tudo que eu precisava!
Um diazinho pra dormir até meio dia, fazer um xixi, voltar pra cama até a hora do vídeo show e só depois pensar no que fazer.
Quero esquecer os presentinhos que faltam, a mala que já não sei se fica pronta, as preocupações que sempre são resolvidas só na última hora.
Quero acordar na terça feira com aquele gosto na boca de 'não fiz nada ontem'.
Só não me arrisco dizer que quero sumir, porque ultimamente anda tudo tão esquisito e vai que acontece...

Eu vou mas eu volto.

9 de dezembro de 2007

Image Hosted by ImageShack.us

Será que só eu acredito no amor?
Vejo por aí, em minhas andanças na internet, pessoas falando de prazo de validade de amor.
Que amor separa, divide e entedia...
Me pego a pensar, se realmente é todo esse mar de discórdia e desilusão.
Mas então, porque as pessoas se casam pela segunda terceira e quarta vez?

Nenhum relacionamento é fácil, disso todos sabemos
(qualquer um que tenha mais de 14 anos e um passado amoroso entende o que estou falando)

Tudo bem, a gente quer dar e receber... e cada um tem sua forma, sua intensidade de demonstrar.
Aí entram as cobranças, os desentendimentos etc, etc.
Amar é também compreensão, tolerância...
Até relacionamento com amigos, parentes, se não cuidarmos, já era! poxa.. eu fiz, eu dei ... e ele??
queremos retribuição da forma como sentimos necessidade.
Mas ainda assim acredito que não seja impossível.

Todos falam em pequenas coisas.
Pequenas coisas, de fato, minam a relação, mas existem as grandes coisas, ou pequenas boas coisas, que juntas,
formam aquilo que acredito.
Prazo de validade, tudo na vida tem, mas em qualquer situação além do amor
falado aqui, sabendo e querendo em primeiro lugar que dê certo, esses prazos de validade se tornam expansíveis.

Como não acreditar no amor?
Quem afirma com tanta certeza que o amor começa 'terminado', provavelmente não tem um um bom motivo pra
acordar a aproveitar o dia, pensando que amanhã tem tudo denovo...

Já me desiludi, sofri, chorei, fiz cenas ridículas
(só faltou por fogo em cartas e fotografias ao som de per amore kkkkkk), achei que tudo estava perdido, mas nunca deixei de amar.
De acreditar que um novo amor sempre dá certo, que um novo amor é pra sempre.
E que o pra sempre, nem sempre acaba.

Eu vou mas eu volto.

2 de dezembro de 2007

Image Hosted by ImageShack.us


Sou aquela que muitos chamam de pseudo organizada.
Entrando no meu quarto, se vê tudo no lugar, porta retratos alinhados, cama esticadinha, minhas 'tranqueiras' distribuidas
estrategicamente nas estantes e mesa do computador, esse com os fios todos juntinhos, livros no lugar e as portas do guarda roupa bem fechadas.

Por fora, tudo muito bonito... rs
Não que seja péssimo por dentro, mas por tás das gavetas e portas bem fechadas do guarda roupa, a coisa muda de figura e a organização passa a não ser a mesma.
Mas, um belo dia, a necessidade de arrumar o guarda roupa bate.
Separar as roupas de verão e inverno, as regatas por cor, as saias, vestidos e calças.
Tirar o que não uso mais, e separar, o que vai e o que fica (sempre tem aquela blusinha que acompanhou nas melhores viagens, ou aquele pijaminha que nem serve direito e é o mais gostoso pra dormir).
Acabar com a bagunça escondida!

E assim, arrumando o guarda roupa, penso que não é apenas isso que quero fazer.
É hora de arrumar a vida.

Organizar as prioridades, distribuir estrategicamente os ideais, alinhar os caminhos e correr atrás dos sonhos.
Separar os problemas, deixar pra trás, definitivamente, algumas mágoas.
Por as verdadeiras amizades nas prateleiras de cima, por passado em gavetas e trancar aquelas que não tem mais necessidade de revirar.

Abrir espaço físico no guarda-roupa, automaticamente se abre espaço mental pra por ordem na vida e deixar isso refletir daqui em diante...
... até a próxima arrumação!

Eu vou mas eu volto.