28 de agosto de 2012

Então, já perdeu quantos quilos?
Talvez eu seja uma das poucas pessoas (gordas) que não saiba o próprio peso.
Pelo menos não caio no ridículo de falar peso a menos - vide aquelas mocinhas que ficam nos 40 por uns 5 aniversários.

Peso bom pra mim, é aquele que cabe no jeans preferido.
É aquele que a minha aliança sai do dedo.
Simples assim.

E assim eu sigo no 12° dia da dieta antissocial, de acordo com o novo acordo ortográfico.
Fui a festinha de criança e resisti a bolinha de queijo.
Fui pro boteco e tomei suco de melão sem açúcar - ainda bem que o garçom não era conhecido.

As saidinhas andam limitadas, os olhares andam atravessados.
Pode atravessar. Pode olhar. Pode criticar.

O que me importa, é ficar leeenda na calça jeans!


Eu vou, mas eu volto.




16 de agosto de 2012

O tiozin aí da foto, é o tal de seu Dukan.
Ele inventou uma dieta que deu certo.
Dizem.
Eu, do lado de cá do monitor, sou a gordinha.
Aquela, que não percebeu o processo e acordou no meio do pesadelo que só conseguia usar legging.
Nem tanto.

Então, já que ele fez esse favor ao lado obeso da força, vou contribuir com meu esforço, pra futuramente, ser mais uma chata proteica, que fica levando lancheira pro trabalho.

Minha meta? Cantar 'Baba Baby' pra sociedade! (na versão gorda, obviamente, porque o 'muito nova pra você' ficou num passado distante)

Ainda não sei se vou postar cardapinhos ou receitinhas... talvez uma foto da minha lancheira nova.

#PARTIUDUKAO é nóis, tiozin... vamo que vamo!!

Eu vou, mas eu volto.

10 de agosto de 2012


E a vida corre.
Horas, dias, semanas...
E mesmo com tempo, o tempo some.
Não posso reclamar da falta dele, seria injusto reclamar de seu excesso e seria incoerente reclamar da sua demora.

Na verdade, quem está em falta com o tempo sou eu.
E se ele sumisse de verdade?
Eu correria atrás com mais afinco?
Eu daria a ele mais valor?
Eu continuaria reclamando?

Com certeza o tempo anda reclamando de mim.
Porque eu poderia ser mais isso ou aquilo.
Eu poderia fazer mais.
Eu poderia reclamar menos.

Ele também.

Tudo que sobra não é preciso.
Eu ando sobrando pro tempo, e ele pra mim.
Talvez por isso a gente não se acerte.
Sem tempo, quem sabe a gente se flerte...

Bora aprender a não correr atrás do tempo, dar meia volta e voltar a flertar


Eu vou mas eu volto.