25 de fevereiro de 2007

Cólera

Image Hosted by ImageShack.us

Do Latim - cholèra
Substantivo feminino - sentimento de violenta oposição contra o que revolta, escandaliza, molesta ou prejudica; intensa raiva facilmente provocável; ira

Ódio passageiro e direcionado.
Ódio que não me corrompe, mas me faz olhar com indignação pra vida.
Não me cega, porém me deixa sem os pés no chão.
Ainda respondo por meus atos, ainda sei o que fazer.
No entanto, não consigo deixar de sentir.

Tem dias que o amor dá espaço ao ódio.
São dias tristes, perdidos,
mas vividos.
Não valem a pena, mas são inevitáveis
ao menos pra mim

...

Eu vou mas eu volto

21 de fevereiro de 2007

Notícias do carnaval

Image Hosted by ImageShack.us



E a gente dançou e cantou e riu mais que tudo como sempre.
E teve saudade e beijo e abraço e muito grude.
E teve avenida, bloco, clube e teve vontade de que não acabasse tão cedo!!
Quando a coisa é boa, a gente não vê o tempo passar...
Que dia é hoje mesmo??


Eu vou mas eu volto.

12 de fevereiro de 2007

Image Hosted by ImageShack.us


Há três anos atrás, quando começou a onda orCUt na vida das pessoas, tudo era novidade, tudo lindo!
Reencontrar amigos da faculdade, do colégio e até do jardim de infância.
Parentes distantes, amigos do primeiro trabalho, o primeiro namoradinho.
Entrar pra várias comunidades, escolher as melhores fotos, caprichar no texto do 'quem sou eu', deixar depoimentos pra amigos, se emocionar (mesmo de fingimento) ao receber depoimentos, escrever e receber scraps... muitos scraps.


Mas... bastou o pobre goggle inovar com a função 'ativar visitantes' que a coisa mudou de figura.
Pessoas sendo ameaçadas, vigiadas, tendo suas vidas expostas, fugindo dos amigos chatos da escola, de ex namoradas, tirando as fotos para não serem perseguidos...
quante crueldade
Scraps lidos, respondidos e apagados para maior privacidade.

Image Hosted by ImageShack.us

Praticamente um pandemônio!!


Hahaha... que absurdo!
Uma pessoa que põe a carinha na internet, fala quem é, o que faz e não quer que ninguém veja?!
Privacidade no orkut?
Tá bom...
Ok, vamos admitir que quem tem cu tem medo, precausão e canja de galinha não fazem mal a ninguém.
Mas se não quer ser visto, monta um flog e dá o link pra família, talvez pros amigos mais chegados.
Nada pessoal, apenas minha opinião.
Quem não deve não teme, honney.
Cada qual com seu cada qual... mas um scrapzinho fora de hora, pra quem tem o rabitcho preso*... ah, assusta!
OrCUt continua lindo, divertido e útil, pena que tem gente que não sabe brincar.

Eu vou mas eu volto.


*assumo meu exagero com o rabo preso, não era pra tanto

7 de fevereiro de 2007

Olha minha cara de preocupada...

Image Hosted by ImageShack.us

Então, chega uma hora que a coisa precisa mudar, né?
Preocupação em excesso com o que nem vale tanto a pena assim é uma coisa difícil de se controlar, dependendo do tipo de personalidade.
Infelizmente personalidade não se transforma do dia pra noite, mas a gente vai mudando, homeopaticamente, até conseguir virar um ser um pouco mais evoluído.
Evoluído? Diria até 'iluminado' hahaha.
Mas, como nada na vida é perfeito, mudo eu e as coisas consideradas 'boas' também.
O preço por ser extremista.
Preocupação agora só com as contas e os compromissos.
O resto, se ajeita com o tempo...

Agora me dêem licença porque eu vou dormir na pia por causa da minha preocupação!

Mas eu volto, tá?

1 de fevereiro de 2007

Image Hosted by ImageShack.us


Feliz um ano e meio de namoro pra mim!
Hoje pensei o dia todo sobre vários acontecimentos da vida, sobre várias situações e comportamentos do ser humano, pensei até sobre o aquecimento global.

Mas não consegui deixar de pensar na pessoa que tem sido a perna direita na minha caminhada
direita, porque gosto mais da minha perna esquerda, pq tenho uma marca de nascença nela,rs
Caminhada meio difícil, caminhada engraçada, caminhada apaixonada...
São tantos adjetivos que não consigo escolher meia dúzia pra por aqui, sem me sentir injusta.
Talvez seria melhor se fosse semana que vem.
Talvez até lá os contratempos tenham se resolvido.

Mas para Joseph Klimber nada é impossível!Hahaha

Não deixo de estar feliz e comemorar, à minha maneira.
Sem bom humor a gente não vive, sobrevive!

Eu vou mas eu volto.