2 de março de 2011



Então, ouvi a frase 'não grite tão alto sua felicidade, a inveja tem sono leve'...
Ouvi tardiamente, pelo que pude perceber, e sem saber, já pensava dessa forma.
Não que ache certo, cada um tem o direito de gritar o grito que está preso na garganta, mas gritar a felicidade assim, visceral e exageradamente, me soa artificial.
Um grito orkutiano, 'ocupada demais com a felicidade'. (sim, ocupada, porque isso é coisa de mulher)
Quem se ocupa demais com algo tem tempo de deixar recado??
Ok, não vou generalizar, mas pequenos gritinhos também interrompem esse sono leve.
Coisas daquelas, que aprendemos com o tempo e com a dona experiência.
O namorico que poderia dar certo ou a oportunidade de emprego que miou porque anunciamos antes do tempo.
Não sou de procurar culpados pras coisas que não dão certo, mas cautela e canja de galinha não fazem mal a ninguém.
Não é necessário fazer da vida um segredo de estado, mas, né?

Eu vou mas eu volto.

2 comentários:

Mara disse...

Oi querida!
nesse caso, já até escrevi post sobre isso... quem muito fala no orkut (ou face, ou twitter) está dizendo para si mesmo, e não para o mundo. Quantas vezes "invejei" alguém, para depois descobrir que não era bem assim...

Não sei porque vc não tava linkada no meu singelo bloguinho. Erro corrigido com sucesso!

beijo

R.K disse...

Sim, pq quem muito grito, pouco fala... se é que me entende.... :)