17 de maio de 2010



Quando nada acontece, nada melhor poderia ter acontecido...
Eu devia mandar tatuar essa frase em negrito, fonte arial black e caps lock, bem na minha coxa, na vertical, pra toda vez que olhasse no espelho, pensasse 3 vezes antes de pedir que a vida mudasse.
Não, não mudou, mas às vezes é necessário passar a limpo, através de palavras, os pensamentos.

Gosto demais do que faço, mas às vezes me pego pensando (o que mais fazer, num trabalho onde sou eu, eu mesma e a parede?) como seria divertido se eu fizesse um curso pra DJ.
Ou se fosse psicóloga da minha família.
Por música pra galere dançar ou resolver os problemas alheios com a maior facilidade, e sem ninguém me olhar com caradecu. Profissãozona, hein?

Mas fico aqui, cutucando buraco resgatando o passado e pensando na vida.
Apesar dos fones no ouvido, tenho todo silêncio do mundo pra pensar nos meus barulhos.
Alguns bons pensamentos, outros, nem tanto. Lembrando sempre que, se nada acontece... é isso!

Eu vou mas eu volto.

3 comentários:

Lula disse...

'cutucando buracos' foi legal.
Que bom que vc apareceu por lá, afinal, nem eu mesmo tava indo.

To te seguindo lá no tuíter, now.

Se vc gravasse aquilo na sua coxa, me mostraria?

Beijão, molhado da poça, que eu pulei e me esbaldei.

Mara disse...

Fabi, vim retribuir a visita e gostei bastante do teu blog! tô te seguindo!

E às vezes, é bom quando não acontece nada... mas percebemos isso tarde demais, né?

um beijo

Bianca Zanatta disse...

Fabiroca,
Quando é a gente que percebe a própria inércia, tá valendo: existe a opção de mudar, se der vontade, ou de deixar tudo como está, se a inércia for das boas. O problema é quando alguém - qualquer alguém, por mais do coração que seja - descobre essa inércia antes e esfrega na cara da gente. Aí parece que a mudança é obrigatória e que, por mais que a gente goste da ideia, não é verdadeira porque não veio de dentro. Pode só parecer. Mas sei lá. Seja como for, gosto que você seja a primeira a se dar conta - pra ter poder total de escolher se quer ou não continuar a pular na mesma poça. Beijinho e bom resto de semana!