28 de abril de 2010



Meu coração se aperta a cada discussão com a melhor amiga, mesmo sabendo que depois de amanhã tudo vai voltar ao normal.
Foda imaginar que algum menino possa se desfazer da sua paixonite, ou que alguém possa tentar passá-la pra trás.
Com quem ela vai andar? O que vai fazer durante aquela mentira que eu já tenho certeza que vai contar e eu vou acreditar?
E se ela não souber se virar ou não souber dizer não?
E quantos 'nãos' ela vai ouvir e quantas dores vai sentir.
Mesmo sendo acostumada com os 'nãos' de casa, os nãos da vida são bem piores...
Descobertas dão trabalho pra ambas partes.
A parte de cá, hoje, sente mais, pois já sabe o quanto a parte de lá vai sofrer.
Sofrimento que ninguém leva a sério, coisa boba, passageira, tanto problema de verdade pra viver.
Parece que ninguém passou pela adolescência, e se passou, esqueceu!

Ah, quando as preocupações eram o banho e a comidinha na hora certa, os brinquedos espalhados pelo chão e a briga pra dormir!
Saudosismo não cabe aqui, pois hoje é tudo mais gostoso e divertido, mas as preocupações são proporcionais.

Floris, joaninha, mary jane, fifoca, sofis , meu sorriso de horizonte, tanta coisa que eu chamo e sempre tenho a melhor recompensa do mundo, aquela resposta atravessada que só adolescente sabe dar:

Faaaala, mãe =/

Amo, amo, amo demais!!

Eu vou mas eu volto.

5 comentários:

Bianca Zanatta disse...

Pois bem. Eu tinha clicado na fotinho da senhora e "ela" me disse que não tinha informações no seu perfil. Daí vc me conta que não só tem, como escreve um blog. Mas que p%$#@?! Me irritou tanto quando as vezes em que tento formatar um texto e não consigo. Mas cliquei de novo e cá está ele: senhoras e senhores, "ZE BLOG"!. Viva que agora posso ler a Fabi! Bom, vou ler, ler e ler. Depois a gente conversa. Um beijo e feliz Dia das Mães, moça.

L.S. Alves disse...

Hi moça! Não sabia que vocês já tinha chego nessa fase. Não sei porque sempre que penso na tua filha imagino uma criança de uns cinco anos.
De qualquer forma aqui vai um feliz dia das mães atrasado.
Um abraço.

Elaine disse...

Casa nova, amiga! Gostei!!
Já to te seguindo no twitter!
E veja só...sua filha já é adolescente! Bom saber que o tempo passa, mas a poça d'água continua molhada!
Beijão

Sofhy disse...

Mãae. Sei que cada vez posso contar mais contigo! Sei que cada vez que me decepcionar basta eu te ligar, e vou ter um ombro amigo para chorar e desabafar. Te amo muito.

Vaninha® disse...

Quanto tempo não vinha por aqui... Voltei.
Bjs.