15 de maio de 2009


Eu comprei uma calça saruel.
Aham, e estou feliz da vida.
Há quem diga que só fique bem em altas e magras, há quem diga que não fica bem em ninguém. ó minha cara de preocupada
A indústria da moda e todos seus comentaristas...
Engraçado como todo mundo sabe tudo, o que deve ou não usar e o que é tendência.
Um pouco de bom senso, um espelho, canja de galinha e dinheiro no bolso nunca fizeram mal a ninguém.
Assim como todos são exímios psicólogos, pedagogos, educadores e catedráticos em 'moda'.

Julgar é fácil, é divertido e a grama do quintal do vizinho, além de ser mais verde, é mais fácil de ser aparada.

Preciso mudar minha maneira de vestir, e nunca imaginei que isso fosse tão complicado. (a saruel não entra aqui)
O problema não é andar de salto alto ou usar uma roupa diferente, a boneca aqui sabe andar bonitinha ainda, o problema é ter que me vestir de modo a dizer o que sou, ou do que sou capaz.

Uma pessoa de jeans e all star não tem muita credibilidade numa entrevista de emprego, roupa preta é coisa de metaleiro, calça ajustada e coturno é de rockeiro, roupa indiana é de porra louca e roupa que não combina muito é de gente largada.

Mas e o conteúdo, meu povo? Cadê o conteúdo??

Meu conteúdo não está na roupa que eu uso, quem me conhece sabe quem eu sou e o padeiro da minha rua sabe que eu sou legal mesmo quando eu
vou na padaria de pijama de flanela no inverno.

Uso o que gosto e o que me dá vontade de usar no dia.
Mas, me rendo às mudanças, quando necesárias, rs.
E não sei até hoje quem dita a tal da moda.
Sei quem acompanha, porque fica todo mundo igualzinho por aí...

Já me importei bem mais por ser um pouco diferente, por não gostar do que todo mundo gosta.
Hoje... posso dizer que saio todo dia de casa feliz!

E de calça cagada saruel! hahaha

Eu vou mas eu volto

Nenhum comentário: