6 de julho de 2008



Hoje eu estava pensando, mais uma vez, o que nos trouxe até aqui...
O que nos faz tão fortes, tão unidos, tão esperançosos...
Pensei na forma parecida de ver o mundo, mas somos tão diferentes.
Na simplicidade das coisas, mas somos complexos demais.
Na sua praticidade, na minha 'complicação', que hoje, já se fundiram e somos ambos práticos e complicados, rs.

Ouço músicas e leio poemas de amor, reparo, em suas letras, que todos dizem que amar talvez seja sofrer, que os apaixonados enxergam pelos olhos do outro, passam por cima de si próprios, perdem o ar e outras coisas absurdas, que um dia já fizemos por alguém.
Fizemos, não fizemos?
Essa é a diferença!

Não morremos um pelo outro, não respiramos o mesmo ar, enxergamos, cada um com os próprios olhos e mantemos, cada um, a personalidadedezinha filhadaputa que temos! hahaha
Isso nos torna parecidos, nos torna diferentes, isso nos atrai e nos mantém.
Cada dia é uma história, cada história uma risada, e mesmo as não engraçadas, vistas com um ar de coisa que passou.

Meu estress que te estressa, sua falta de paciência que me deixa inconformada.
Seu silênco que me irrita, meu bla bla bla que te atormenta.
Seu bom humor que me contagia, minhas palhaçadas que te fazem rir.
Eu sou a filha única, você, filho do meio.
Você, o bom humor exagerado, eu, inconstante, variável e ácida.
Eu sou o drama, você, a realidade.
Você é o comedido, eu sou a visceral.
Eu sou a arte, você, a lógica.
Você a razão, eu a emoção.
Minha razão!!

Tudo isso nos trouxe aqui, com nosso riso fácil, nossas histórias pra contar, nossas versões e aversões, nossos argumentos e nosso amor.
Não somos metades, nem tampa e panela e nem quebra cabeça.
Queremos crescer, viver, dividir... nos encontramos e temos a sorte de compartilhar tudo isso!

Assim seja!!

Eu vou mas eu volto.

Nenhum comentário: