29 de julho de 2008


Hoje andei pensando em meus últimos posts... tenho sido um tanto crítica.
Falar da vida alheia é uma maravilha, sentar no próprio rabo, então...
Sei que tenho defeitos, aliás, muitos.

Sou antipática quando quero preciso, (não confundam com mal-educada), e sou considerada xarope por minha própria mãe.

Opinião de namorado não conta... a não ser quando ele está de saco cheio, logo, deixa pra lá.

Os amigos? são todos muito falsos ou me enganam muito bem. Estão sempre ao meu lado (rindo) e sei que posso contar com eles.

Não tenho inimigos declarados, até onde sei.
Mas se tivesse, seria um bom campo de pesquisa pras minhas críticas.

Gosto de observar pessoas. Seus hábitos irritantes, defeitos insuportáveis e comportamentos, pra mim, terríveis.
Vejo o lado bom, quando existe (ok, brincadeirinha), mas prefiro ver aquilo que eu não gostaria de fazer.
É uma inspiração contrária.

Ahááááá... então é isso!

Quando falo da fulana ou do espertão, vejo os erros que não gostaria e/ou que tenho medo de repetir.
Talvez eu os cometa, por isso me irrite tanto, mas acredito e espero que não.
Eu procuro ser uma pessoa coerente e procuro tomar sempre na hora certa minha dose de simancol.

Acho que burrice é doença contagiosa e que ignorância tem cura, desde que se tenha boa vontade.
A ignorância aqui, não é a falta de estudo ou de cultura... falo dos ignorantes que acham bonito ser assim.

Levar vantagem sempre não é algo realmente vantajoso, e não ter personalidade deve ser uma coisa bem chata.

Não consigo concordar com tudo, adoro argumentar e pago um preço alto por isso...
Realmente, tenho sido muito crítica...

(quer saber? a-do-ro.... hahaha)

Eu vou mas eu volto.

Nenhum comentário: