21 de abril de 2008


O nosso é sempre maior!
Ou menor, quando nos é conveniente... rs
Talvez isso caiba a pessoas extremistas como eu, mas no fundo todo mundo tem seu quê de extremismo.

Conversando sobre prazeres esse fim de semana, me veio a frase:
Prazer é como dor, cada um que o sente, acha que o seu é maior.

Nosso prazer é maior, nossa dor é maior, nosso amor é maior.
Nossa amizade é mais forte, nossos problemas mais persistentes, nosso trabalho mais cansativo
(ou mais entendiante, mas sempre mais).

Poderíamos ver as coisas positivas como maiores também, mas isso é um post a parte.

Meu namoro é o mais gostoso, minhas paixões as mais fulminantes, minhas raivas as mais fundamentadas.
Meus argumentos os mais coerentes e a minha falta de tempo, a pior de todas!
Er... oops... nem tanto...

Mas mesmo assim, a falta de tempo é muita e logo eu volto a escrever aqui.

Eu vou mas eu volto.

Nenhum comentário: