16 de fevereiro de 2008

Pensei em deletar, mas deletar palavras não significa deletar sentimentos.
Uma palavra escrita, revela um pensamento, e meu pensamento um dia foi esse...


Precisamos nos amar antes de amar os outros.
Fato.
Precisamos nos entender antes de entender os outros.
Outro fato.
Precisamos nos perdoar para entender o erro dos outros.
Mais um.
Precisamos nos aceitar para aceitar os outros exatamente como eles são.
Também.

E os outros?

Nos amam?
Nos entendem?
Nos perdoam?
Nos aceitam?


Há uns dias atrás, minha filha de 9 anos veio me confessar que não sabia o que fazer, pois não sabia falar não pras pessoas que ela mais ama.
Como sempre, inventei uma fábula onde a mocinha descobria a fórmula de viver feliz falando não, pois que ama também tem direito a não querer algo.
Hoje, eu percebo que mesmo com tudo isso de idade, eu também não sei.
Mas sabe o que é mais foda?
É não saber entender um não.
É ouvir um não e esperar idiotamente pelo sim.
É acreditar que as pessoas que você ama também não vão dizer um não para você.
Pior que falar um não, definitivamente, é ouvir um.

De que adianta amar, entender, perdoar, aceitar... mas não querer?
Nada.


Eu vou mas eu volto.

Nenhum comentário: