19 de março de 2007

Image Hosted by ImageShack.us

Passei o dia no trabalho achando que hoje o dia estava com cara de escrever no blog...
Coisa de doido, não?
Tarde abafada, dia nublado, chuvinha vez ou outra, tudo meio nostálgico.
Acho que me lembrei, inconscientemente, quando comecei escrever, há tantos anos atrás.
Foram muitos dias assim, nublados.
Bom olhar pra trás, ver todas as mudanças.
Queria usar a palavra metamorfose, não sei porque me lembra borboleta, daquelas nojentonas saindo do casulo.
Então fico com a mudança mesmo.

Não sei dizer se cresci, na minha concepção de mundo, de vida e desses blablablas todos, prefiro dizer que fiquei criança na medida certa.

Hoje sou mais feliz, leve e mais tranquila.
Aprendi que não existem metades e que aquela hitória de achar outra asa pra voar é tudo bobagem...
Puro marketing de alguém que não queria ou não sabia ficar sozinho.
Nossas metades são aquelas pessoas que não queremos viver sem.
Aprendi que amizade não se conta por números, que amor não se mede por tempo, que toda dor se transforma e que bom humor é fundamental, mesmo que seja mau humor aos olhos dos outros.

Aprendi que dias nublados nem sempre são ruins, que nostalgia na medida certa faz bem e que escrever nunca cansa, desde
que se tenha vontade.

Eu vou mas eu volto.

Nenhum comentário: