13 de março de 2007

Image Hosted by ImageShack.us


Após o quinto dia de espera longa espera, diga-se de passagem, sigo feliz pra farmácia em frente a minha casa.
Atravessei a rua, torcendo pro tiozinho dono da farmácia me atender... sabe como é, me conhece desde criança, sabe que todos temos nossos dias difíceis.
Mas quando chego na porta da farmácia, eis que começa meu desespero...
Pior que os dias de abstinência, eis que vem um bonitão que trabalha na farmácia pra perto do balcão.
Olho prum lado, olho pro outro... quando o inevitável acontece, ouço um 'pois não?' com uma voz daquelas de locutor de fm.
Meio sem graça, mas sem perder o rebolado, meio sorridente com o resto de cara de pau que resgatei lá do fundo da alma,
pedi uma cartelinha de lacto purga.
Peguei, paguei, prendi a respiração e disparei em direção à porta.
Hahahaha

Quem mandou ser entupida???
Parece mentira, mas quem não sofre desse problema não faz idéia da importância que tem o cocô na vida de uma pessoa...
E não dá valor àquele momento único de sentar no vaso, pegar um gibizinho despretensioso e não precisar se preocupar
com os próximos dias...

Hoje descobri que comprar lacto purga dá mais vergonha que comprar camisinha.

*vergonhaaaaaaa*

Eu vou mas eu volto

Nenhum comentário: