27 de outubro de 2006

Porque quando eu quero eu não consigo escrever.
As palavras fugiram, assim que as encontrar eu volto.

Hoje só quero dizer o quanto estou feliz, mesmo sem as palavras.
Mesmo com os dias tristes, essa felicidade nunca saiu daqui de dentro, é o que tem feito meus dias mais leves, mais coloridos, com cheiro, com gosto, com som.

Quando minhas palavras somem, as DELE falam por mim.

André, seu lindo... esse post pode não ser tão original, mas é pra você, amor da minha vida!
Nhu nhu meu! hehehe (não me mate por isso, ok?)

Image Hosted by ImageShack.us


Por você eu dançaria tango no teto (fácil)
Eu limparia os trilhos do metrô (adoro uma faxina)
Eu iria a pé do Rio a Salvador (exercício pros glúteos)
Eu aceitaria a vida como ela é (sou compreensiva)
Viajaria a prazo pro inferno (de Samavisa, mas vc paga!)
Eu tomaria banho gelado no inverno (posso dormir sem tomar banho?)
Por você eu deixaria de beber (ai ai...)
Por você eu ficaria rico num mês (to tentando)
Eu dormiria de meia pra virar burguês (já durmo)

Eu mudaria até o meu nome (tiraria o 'sirva', rs)
Eu viveria em greve de fome (vou sumir)

Por você conseguiria até ficar alegre (já sou engraçada, né?)
Pintaria todo o céu de vermelho (pode ser de verde?)
Eu teria mais herdeiros que um coelho (vamo treinando..)

Por você... por você...

Eu vou mas eu volto

Nenhum comentário: