11 de setembro de 2006

Muita coisa pra escrever, mas não sei por onde começar, o que dizer ao certo.
Porque nesse mundo, que anda tão desprovido de
gente bacana, ainda é possível encontrar amigos de verdade!

Estar com alguém que se ama muito e se divertir tempo integral... me desculpem, mas é pra poucos.

Alguém que me faz rir, chorar, chorar de rir.
Que fala, que ouve, que ensina, que aprende, enfim,
que faz parte da minha história, com seu jeito que me conquistou.

Feriado perfeito
- Pão com queijo derretido, doce na feirinha, caminhadas, caminhadas, caminhadas
- Conversas na mesa da cozinha e aquela cochilada gostosa no sofá da sala
- Banho junto quente, cobertor por cima e por baixo e pijama até esquentar
- Dormir com as pernas enroscadas, ficar na cama até meio dia
- Rever amigos queridos, peixe ao forno e pudim de maria mole
- Mar, navios, lua cheia, trilho do bondinho
- Prédios antigos, histórias bacanas, noite estrelada
- Pessoas na rua, movimento estranho...
- 417 degraus, uma hora de subida,
pão com calabresa de quermesse, crise de riso, momento 'que que eu to fazendo aqui?',
uns 40 minutos de descida, certeza absoluta de que fizemos um programão e conclusão de que estamos aptos a tirar nossas carteirinhas da funai*!

Ter um namorado non sense, que não só te acompanha mas te incentiva a fazer as coisas mais engraçadas e retardadas da sua vida -> Não tem preço



Image Hosted by ImageShack.us
*olha minha cara de acabada depois da subida, rs


Eu poderia ficar horas aqui escrevendo...
Chego a sentir o gosto, o cheiro e o abraço apertado.
Fecho os olhos, respiro fundo e lembro que foram só mais alguns dias de tantos que estão por vir... *Aiai...

Eu vou mas eu volto.

Nenhum comentário: