6 de abril de 2006

Image Hosted by ImageShack.us


Eu atraio loucos!

Definitivamente...
E não to falando de louco qualquer, daqueles que a gente fala 'ah, esse aí é doido".

Doida sou eu.

Louco de carteirinha, com registro e tudo o mais.
Louco daqueles que falam sozinhos, que vem cumprimentar e ficam
do nosso lado esperando resposta da pergunta que não fez, sabe como é?

Eu, sem saber o que fazer, fico com aquela cara de meu Deus que é isso.
Dããã...
Só pela manhã, quando saio pra trabalhar, encontro 2.

São os loucos fixos.

Um fica esperando a van que o leva pro trabalho (trabalha em uma comunidade com outros louquinhos num centro de recuperação... tô falando...)

O outro, sempre pega o mesmo ônibus que eu (ele trabalha na oficina da apae)
O louco número 1 vem me dar bom dia todo dia, pergunta 5 vezes se eu dormi bem e com que eu sonhei.
Conta quantos ônibus já passaram, quantos carros brancos e quantas bicicletas.

O louco número 2 toma o ônibus um ponto na minha frente.
Pára do meu lado, e dá um 'bom dia!' daqueles que agente dá pra alguém que não vê há muito tempo.
Depois fica sorrindo pra mim, como se eu fosse a pessoa mais importante da vida dele.
Dia sim, dia não, me pergunta 'não vai viajar hoje?'

Então tá, né?

Sem contar os loucos transitórios, aqueles que aparecem no decorrer do dia.

Não é todo dia que eu to com paciência, mas procuro levar numa boa.
Dou risada, respondo aos bom dias animados com a mesma
empolgação e até pergunto como anda a vida.

Um dia, ganhei uma revista de palavras cruzadas do louco número 1.

Disse que era pra eu fazer no trabalho, pra passar o tempo rápido.
Será que ele pensa que eu não tenho nada pra fazer??

Hmmm... acho que não é tão doido assim, rs

Talvez eles comentem com as pessoas 'tem uma louca que eu encontro todo dia pela manhã... '

Kkkkkk...
Mas aí já outra história!

Eu vou mas eu volto.

Nenhum comentário: